O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Breve História do Presbiterianismo em Goiás


Breve História do Presbiterianismo em Goiás

A história do protestantismo em Goiás começa antes mesmo da chegada de Simonton ao Brasil e das viagens do Rev. John Boyle pelo interior do nosso país. Começou com as andanças dos colportores que vendiam a Bíblia de vila em vila, fazenda em fazenda e de porta em porta já nos idos de 1850. Também pelo comércio dos tropeiros que transportavam nos lombos dos animais exemplares da Bíblia sagrada levada por encomenda a quem pedisse. Foi assim que um negociante adquiriu na cidade mineira de Paracatu uma Bíblia e alguns hinários sem partitura e os levou para Santa Luzia de Goiás (atual Luziânia-GO) lá pelos fins da década de 1860. Ele leu a Bíblia e evangelizou a sua família.

O Rev. John Boyle foi o primeiro missionário presbiteriano a pregar o evangelho pelos sertões goianos. Quando ele veio de Bagagem (atual Estrela do Sul-MG) pregando o evangelho em várias vilas e “patrimônios” chegando a Santa Luzia em 1884, já encontrou esta família sem freqüentar as missas há quatorze anos, mas liam a Bíblia em casa e cantavam hinos com músicas adaptadas por eles mesmos, tentando servir a Cristo como na Bíblia estava escrito. Pregou o evangelho, batizou famílias e organizou a igreja. Depois disso visitou o campo em 1886, 1888 e 1889.
Em1888, Boyle fez uma longa viagem por Goiás, passando por além de Santa Luzia, Catalão, Caldas (hoje Caldas Novas), Morrinhos, Formosa, Jaraguá, Entre Rios, Curralinhos e Goiás, a capital da província. No ano seguinte abriu a terceira estação missionária da igreja Presbiteriana do Sul (PCUS), que abrangia os estados de Minas e Goiás, refazendo o mesmo percurso missionário acompanhado do Rev. Frank A. Cowan. Era seu desejo evangelizar também o vale do Rio Tocantins, aonde não chegou a ir. Com a sua morte em 1892, os Revs. Álvaro Reis e Caetano Nogueira reorganizam a igreja no ano seguinte (1893), visitando-a muito exporadicamente.
Com a cisão da IPB em 1903 a Igreja de Santa Luzia ficou com os independentes e a expansão da IPB em Goiás é interrompida. Em 1905, o Rev. Robert Gamble See ao assumir a liderança no campo de Minas Gerais queixa-se que “não há sequer um ministro no vasto território de Goiás”. Foi somente por volta de 1915 que o trabalho em Goiás foi retomado, com a fundação do trabalho presbiteriano em Pouso Alto (atual Piracanjuba-GO) por Teodomiro Emerique.

A partir de 1926, a Missão Oeste do Brasil assume o campo de Goiás, estabelecendo a Igreja de Araguari-MG como campo central. Partindo de Araguari, até 1957, o campo de Goiás se expandiria, seguindo os trilhos da estrada de ferro, para as cidades de Anápolis (1927), Goiandira, Pires do Rio, Cachoeira, Ipameri, Catalão e finalmente em Goiânia em 1935 com a fundação da Primeira Igreja (organizada em 1948). Em 1939, O Rev. James R. Woodson fixa residência em Goiânia para conduzir nas décadas de 40 e 50 a implantação do presbiterianismo pelos caminhos da BR 153 (Belém-Brasília) fundando as igrejas de Uruana, Ceres, Goianésia, Uruaçu, Porangatu e cidades vizinhas indo até o atual estado do Tocantins; e na direção do rio Araguaia, partindo de Uruana, Mata Azul (Morro Agudo de Goiás), Rubiataba, Betel e Xixá.

Além dos já mencionados, inesquecíveis são para o presbiterianismo goiano os nomes dos irmãos: Revs. Alva Hardie, David Lee Willianson, Richardt Taylor, Robert Cammenish, Joseph Woody, Etelbert Garthrell, Divino José de Oliveira, Wilson de Castro Ferreira e Aristeu O. Pires; Ev. Waldemar Rose, Miss. Martha Little dentre tantos outros.

O Sinodo Brasil Central (SBC) é oriundo dos desdobramentos do então Presbitério de Goiaz, organizado pelo Conselho Inter-Presbiteriano (CIP) no início da década de 1960 para compor o Sínodo Oeste do Brasil. O SBC é composto atualmente pelos Presbitérios: De Goiânia (1964); Anápolis (1977); Oeste de Goiânia (1980); Leste de Goiânia (1998); Sudoeste de Goiânia (1999) e o Metropolitano (2008). Nos limites de sua jurisdição funciona o SPBC, fundado em 1983.

Boyle disse certa vez: “Meu coração está no sertão e no sertão hei de ficar”. Agora o sertão se levanta para comemorar e agradecer a Deus 150 anos de história e de caminhada desbravadora da Igreja Presbiteriana do Brasil em nosso país! Deus te abençoe IPB!

Com amor, Rev. Hélio O. Silva. 23/03/2009.

2 comentários:

Jonas Alves da Silva disse...

Apesar de ser um simples resumo histórico, no meu entender, esqueceram de um missionário da Missão Oeste do Brasil, que prestou relevantes serviços em Goiás: Ceres, Piracanjuba, e também como itinerante da Missão: Rev. Sebastião Tillmann.

Roberto Barros disse...

Em Aragarças-GO, o trabalho começou em 1943, além de outros campos, tais como Palestina de Goiás, Caiapônia, etc... também são bem antigos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...