O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

O Uso da Sarça Como Símbolo da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB)

O Uso da Sarça Como Símbolo da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB)

O artigo da Wikipedia sobre a sarça ardente ("Burning bush") informa que ela se tornou um símbolo popular entre as igrejas reformadas desde que foi pela primeira vez adotada pelo huguenotes em 1583, em seu 12º sínodo nacional, na França. O lema então adotado, "Flagor non consumor" ("Sou queimado, mas não consumido") sugere que o símbolo foi entendido como uma referência à igreja sofredora que ainda assim sobrevive. Todavia, visto que o fogo é um sinal da presença de Deus, aquele que é um fogo consumidor (Hb 12.29), esse milagre parece apontar para um milagre maior: o Deus gracioso está com o seu povo da aliança e assim ele não é consumido. O atual símbolo da Igreja Reformada da França é a sarça ardente com a cruz huguenote.
A sarça ardente também é o símbolo da IP da Escócia (desde os anos 1690, com o lema "Nec tamen consumebatur" - E não se consumia), da IP da Irlanda (com o lema "Ardens sed virens" - Queimando mas florescendo), da IP do Canadá, da Austrália, da Nova Zelândia, de Taiwan, de Singapura, da Malásia, da IPB e das Igrejas Cristãs Reformadas da Holanda.


http://en.wikipedia.org/wiki/Burning_bush. Acesso em 21/11/2014.





Antiga Sarça da IPB








 Sarça da IPB entre 1950 e 1998.







Sarça da IPB utilizada de 1998 a 2014.







Sarça adotada a partir de Julho de 2014 pela IPB.

3 comentários:

Anônimo disse...

Pr. porque abandonaram o uso da primeira sarça? estou procurando há tempos uma explicação no google, porém, não encontro. Grata desde já.

Isabele

Rev. Hélio O. Silva disse...

Em 1998, depois de estudos da área de Marketing, a CE/SC/IPB optou por modernizar e tornar o layout da logomarca da IPB mais leve e acessível. Naquela época o conceito "clean" de imagem estava se tronando conhecido e bastante utilizado. Também não havia uma padronização de qual sarça era a oficial. O SC/IPB não havia determinado qual era a sarça oficial e vários modelos circulavam ou eram estampadas em várias fachadas de igrejas da IPB, Fazendo necessária uma padronização. Foi essa a razão.
abs

Fabricio De Freitas Bricio disse...

Muito bom o artigo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...