O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Invoca-me! (Jeremias 33.3) = 30/06/2006.


Invoca-me é uma exortação.
Somos uma geração que desaprendeu a orar. Oração para nós é aquela reunião chata da Igreja onde se canta muito pouco e só se fala de coisas tristes e de problemas.

Por que desaprendemos a orar? Deixamos de orar porque estamos muito envolvidos na vida secular, escolhendo “a noite” e não a Igreja (Sl 84.10). Deixamos de orar porque achamos que isso não produzirá resultado nenhum na luta para vencer a miséria visível de muitos. Deixamos de orar porque para muitos de nós orar é fazer nada. Deixamos de orar porque orar é pura tradição morta, que não combina com a nossa prática liberal do evangelho. Deixamos de orar porque nos tornamos pessoas “espirituais” sem vida piedosa, ou seja, estamos nos tornando crentes barulhentos e ufanistas sem ter uma vida devocional própria, privada e intima com Deus.

Você não ora porque não lê a Bíblia e não lê a Bíblia porque não separa tempo para orar a sós com Deus. Você não ora porque ser cheio do Espírito significará dizer não a uma vida noturna ativa e muitas vezes mundana. Você não ora porque basta a aparência da fé hipócrita, não os embaraços de seu conteúdo e prática. Para muitos de nós os resultados são mais importantes do que os conteúdos. É melhor assistir a uma partida de futebol no estádio lotado a ter que participar de uma reunião de oração.

Mas Deus nos exorta a orar: Porque quem ora experimenta a presença de Deus. Porque quem ora cresce como pessoa humana. Porque quem ora amadurece na sua fé cristã. Não existe maturidade na fé sem a oração.

Anunciar-te-ei é uma promessa.
Deus não somente responde à oração, como também revela seus projetos, nos quais deseja a nossa participação. As coisas grandes e ocultas são aquilo que estão além do alcance da compreensão humana normal. Quem perseverar na oração vai participar das realizações de Deus no nosso meio, no nosso tempo!. Por quê? Porque Ele faz muito mais do que tudo o que pedimos ou pensamos em pedir (Ef 3.20).

Quem ora alimenta a sua fé. É na nossa perseverança que triunfamos. Por isso não desista de sonhar, mas aprenda a sonhar para Deus e não só para si mesmo. Aprenda a andar com Deus;
(1) buscando o seu reino em primeiro lugar (Mt 6.33);
(2) Construindo o presente à luz do futuro que Deus nos reservou na ressurreição ou no arrebatamento;
(3) andando no Espírito (Gl 5.16; Ef 5.18-21);
(4) deixando-se habitar ricamente pela palavra de Cristo (Cl 3.17). Quem ama a palavra e a guarda, será amado por Deus e visitado por Ele em amor (Jo 14.21).
Queridos irmãos, participem das reuniões de oração!
Com amor, Pr Hélio.

Um comentário:

manoel disse...

Caro Pastor Hélio,

Creio que este assunto "Oração e Vida Devocional" deveria ser tratado com muito mais cuidado e deveria ir além do seu blog.

Ele deveria ser tratado de púlpito. Excelente artigo!

O Sr. tem em mãos material para para um sermão exortando a Igreja a participar mais das reuniões de oração e também a uma mudança em nossas práticas devocionais.

Deus Abençõe.

Em Cristo,

BA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...