O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Meditação em Atos 5 = O Que é meu?


®    Atos 5: O que é meu?

Atos 5 começa em 4.32. Dentro da igreja deve haver desprendimento do materialismo para nos ocuparmos do serviço de Deus e cuidarmos uns dos outros. Essa liberalidade não foi imposta, mas acontecia voluntariamente: “Ninguém considerava exclusivamente sua nenhuma das coisas que possuía” (v.32). A doação de Barnabé é um exemplo disso; O caso de Ananias e Safira é o exemplo do risco que se corre de mentir sobre isso. 

Na vida cristã existirão “entretantos” (v.1) que precisarão receber disciplina; não por causa da obrigatoriedade, mas por causa da hipocrisia mentirosa (v.4). A disciplina é um expediente da vida interna da igreja para manter a pureza de sua consagração. Lucas chama a nossa atenção que pecados não acontecem somente inadvertidamente, pois alguns deles são planejados. Foi o que fez esse casal; planejou mentir e se dar bem quanto ao seu status dentro da igreja. Não pode ser assim. 

Não podemos permitir que se instale no seio da igreja o mesmo tipo de inveja que motiva os inimigos de Deus a agirem contra o evangelho que a igreja prega (v.17). A instrução de Deus é que a igreja persevere na sua tarefa sem arredar o pé (v.20).


Tudo é de Deus e nosso deve ser o arrependimento e a remissão dos pecados pela concessão de Deus em Cristo (v.31). Não podemos agregar qualquer tipo de status possuído ou pretendido à nossa consagração, pois ao fazê-lo podemos perder o rumo da história e sermos encontrados lutando contra Deus (v.39), que é quem realmente governa todas as coisas. Nossa verdadeira alegria é viver e pregar a Cristo sem medo das afrontas ao seu nome (v.42).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...