O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Lares Estáveis Também Precisam de Cristo (Marcos 5.21-24, 35-43)


Lares Estáveis Também Precisam de Cristo (Marcos 5.21-24; 35.43).

“... Tua filha já morreu; por que incomodas o Mestre? Mas Jesus, sem acudir a tais palavras, disse ao chefe da sinagoga: Não Temas, crê somente” (Marcos 5.35b,36).

Eu gosto de Jairo porque seu encontro com Cristo depõe contra a acusação de que maridos geralmente não têm iniciativa quando o assunto é a saúde da família ou as coisas domésticas, ou que eles só se importam com filhos e nunca com as filhas.

Jairo era o (1) Maioral da sinagoga. Responsável pelo serviço religioso no sábado e pela escola e o tribunal de justiça durante a semana. Portanto era um líder religioso, que conhecia bem as Escrituras e se dedicava ao seu estudo. (2) Homem respeitado e líder do povo. Certamente não teria galgado posição entre os judeus se não demonstrasse as qualificações técnicas e morais para ocupar tal posição. Era visto como um exemplo para os demais. (3) Pai carinhoso e marido presente. O v. 23 denuncia seu carinho afetivo por sua filha única de uns 12 anos (Lc 8.42) ao chamá-la de “filhinha" no diminutivo. Ele arriscou sua posição social ao tomar a iniciativa de procurar a Cristo, não delegando à esposa tal tarefa. Seu cargo não era mais importante que seu amor por sua família, por sua filhinha!

A família de Jairo preenche todos os requisitos para aquilo que chamamos de lar estável. Contudo, a estabilidade de um lar, não nos garante que não passará por tribulações. A tribulação de Jairo é a tribulação de muitos hoje: Uma enfermidade que não se cura.

O texto põe em evidência duas ações e uma reação de Jairo no seu encontro com Cristo. Assim como evidencia uma reação e duas ações de Cristo a favor da fé de Jairo.

I. Jairo Adora a Cristo v.22.
Ele se prostrou aos pés de Cristo. O ato de prostrar-se era um ato de adoração, que o judeu não faria de forma leviana, principalmente um líder religioso com as responsabilidades de Jairo. Ele o fez pelo tamanho de seu desespero, ou ele o fez por já estar convencido de que Cristo era mais que um simples profeta. É possível que o tenha feito por uma mistura dos dois.

II. Jairo Suplica Insistentemente a Cristo Por Sua Filha v.23.
Jairo não somente o adora, como também lhe dirige sua súplica. A súplica é a oração da extrema necessidade. Suplicamos quando não temos mais esperança de encontrar socorro de outra forma. Sua súplica é intercessora. Ele pede em favor de sua filhinha doente. Note que ele não profetiza diante de Cristo; não decreta; não ordena; não proclama e não libera a fé. Ele simplesmente pede suplica. A oração não pode ser substituída por qualquer demonstração dos méritos da condição humana perante Deus, mas ela é somente o lançar-se à graça e à misericórdia de Deus, dependendo da sua vontade em atender.

III. Jairo é tomado de grande admiração por Cristo v.42
Jairo ficou atônito, desnorteado, quando viu a sua filhinha querida caminhando pela casa normalmente. A admiração de Jairo redundou das ações e reações de Cristo quanto a ele.

1. Jesus foi com ele (v.24).
Ele atendeu ao apelo de Jairo. Ir com ele é mais do que simplesmente acompanhá-lo. Para nós é a segurança de que ele vai realizar o milagre.

2. Jesus não o deixou desistir (v.36).
Após a intrusão do encontro de Jesus com a mulher enferma, a aflição de Jairo ainda foi aumentada com a notícia da morte de sua filha. Cristo veio ao seu socorro dizendo-lhe que ela não estava morta, mas apenas dormia. A morte é um estado que não escapa à autoridade de Cristo. Ele a vê como “um sono” do qual ele pode despertar as pessoas.

As palavras de Cristo são importantes, porque elas tratam com o medo e com a fé. “Não temas, crê somente”. Cristo afasta o medo, pois sua presença é o que dá segurança, por isso nos consola. Mas também ele não o deixa desistir de sua fé e de seu pedido. Ele precisa “crer somente”.

3. Jesus curou a filha de Jairo (v.41,42).

-------------------------
Oração: Senhor, sabemos que lares estáveis também precisam conhecer a Cristo. Por isso, atende-nos nas nossas necessidades e faz a nossa fé crescer como fizeste com a fé de Jairo. Não nos deixe enxergar teus milagres apenas como um espetáculo, mas como uma ação graciosa especial de Ti a nosso favor. Em nome de Cristo. Amém.

Um comentário:

Anônimo disse...

Gostei muito da mensagem sobre "Lares estáveis também precisa de Cristo". Parabens.

Márcio Albino.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...