O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

terça-feira, 22 de junho de 2010

Apocalipse 1.9-20 = O Cuidado de Cristo Por Suas Ovelhas



Texto: Apocalipse 1.9-20.
Tema: Apocalipse: O Cuidado de Cristo Por Suas Ovelhas.
Data: 12/09/1999.
-----------------------------------------------------------

Introdução:
Talvez, uma das chaves para se entender o livro de Apocalipse seja o que o próprio Senhor Jesus fala a João no v.19. Apocalipse é uma mensagem revelatória escrita sobre o passado, o presente e o futuro. É uma Revelação profética. O que significa mesmo Profecia?
Profecia para muitos está estritamente relacionada com a descoberta do futuro para o presente, mas ao observamos com mais atenção o texto bíblico, especialmente o AT, vamos perceber que a profecia era algo muito mais abrangente. Profecia, na Bíblia é:
1. Uma mensagem recebida diretamente de Deus. A origem divina da mensagem é o peso que desequilibra qualquer pretensão de manipulação, pois, ela estará em consonância com a revelação já escrita de deus nas Escrituras. Profetizar de tal forma a fugir da responsabilidade de observar e obedecer as Escrituras era um pecado castigado com a morte por apedrejamento em praça pública. O centro da profecia é o testemunho de Deus, muito mais que a satisfação de nossas curiosidades quanto ao futuro, seja próximo ou mais distante.
2. Uma mensagem que aponta para a vinda final de Jesus Cristo. Assim como o Antigo Testamento apontava insistentemente para Jesus Cristo, o Apocalipse faz o mesmo. Jesus está chegando, e o texto se ocupa com ações relacionadas a esse evento, sem dar atenção a particularidades.
3. Uma mensagem que chama ao arrependimento. Essa é uma das principais características da profecia e do ministério dos profetas. O profeta fala ao presente buscando o ensinamento de Deus no passado visando o arrependimento, advertindo quanto ao futuro, quando Deus punirá ou galardoará nossos atos do presente. “Profecia fala do futuro como conseqüência da vida do povo no presente” (Rev. João Cesário L. Ferreira).

Portanto, quando João escreve às Igrejas, sua mensagem visa advertir e consolar; moldar e transformar situações de acordo com a palavra que será gravada com letras e enviada para obediência às Igrejas. João escreve uma Mensagem que visa modificar comportamentos e consolar aos que lutar por permanecerem fiéis no campo de batalha da fé.

Proposição:
Jesus não somente governa soberano, mas também cuida pastoralmente de suas Igrejas. Como Ele vai fazer isso?

I. JESUS CONSOLA AS IGREJAS EM SUAS TRIBULAÇÕES
v. 9-11,17.

João recebe uma mensagem para o seu contexto.
a) Ele é companheiro das Igrejas.
 Na tribulação.
 No reino.
 Na perseverança.

b) Ele atravessa um período de grande sofrimento.
 Exilado na Ilha de Patmos “por causa da Palavra de Deus e do testemunho de Jesus Cristo”.
O zelo pela palavra e a pregação do Evangelho sempre serão acompanhados pela oposição daqueles que amam a sua vida no mundo mais do que a Deus..

c) Ele tem medo.
Quando Cristo diz “não temas” assegura que a sua presença é muito mais acolhedora para a Igreja que aterradora. Seu propósito é cuidar pastoralmente de suas Igrejas, não destruí-las.

II. JESUS PASTOREIA AS SUAS IGREJAS v.12,13,16 e 20:

a) Ele está presente entre os candeeiros (as Igrejas) v.12.
 Éfeso – 2.1= A o anjo da igreja em Éfeso escreve: Estas coisas diz aquele que conserva na mão direita as sete estrelas e que anda no meio dos sete candeeiros de ouro:
Anda no meio deles para ver e cuidar da sua luz.
• Por que sete candeeiros e não um só?
Cada Igreja local representa toda a Igreja universal. A Igreja local é a Igreja universal em sua expressão local (Ladd) .
• A função dos candeeiros era emitir luz na escuridão.

b) Ele tem na sua mão as sete estrelas (Os anjos das Igrejas - Pastores) v.16.
 Éfeso - 2.1 = A o anjo da igreja em Éfeso escreve: Estas coisas diz aquele que conserva na mão direita as sete estrelas e que anda no meio dos sete candeeiros de ouro:
Para é um consolo que Jesus me sustenta nas suas mãos. Por outro lado, estar nas mãos é estar vulnerável. Eu devo Lhe prestar contas e depender Dele para tudo.

c) Ele tem na boca uma espada afiada v.16.
 Pérgamo - 2.12 = Ao anjo da igreja em Pérgamo escreve: Estas coisas diz aquele que tem a espada afiada de dois gumes:
A sua palavra é sempre oportuna e doutrinadora. Oportuna porque fala às necessidades do momento; e doutrinadora porque prepara e instrui as Igrejas para todos os desafios da fé.
E quando a palavra na boca dos pastores não tem unção?
• Uns são outros “nun são”.
• Quais são de fato as nossas necessidades? Só o que queremos ouvir?
• O papel da pregação é somente consolar e satisfazer?
João nos ensina em 1 João 2.27 que a unção é a própria presença do Espírito Santo na igreja, habitando os corações dos crentes. Ele nos ensina pessoalmente.
Este papel também passa por levar a Igreja a aprender sobre o que ela ainda não aprendeu a ouvir e entender. O anjo da Igreja deve anunciar-lhe todo o Conselho de Deus (At 20.27,32).
As cartas às Igrejas nos surpreendem com suas repreensões e como são diretas em apontar os sentimentos de Deus quanto aos nossos deslizes espirituais que se tornam até mesmo características da personalidade das Igrejas.
Eu me pergunto se a NOSSA IGREJA não tem nada a aprender com isso quando se assenta diante de um pastor que dia a dia PREGA O no conhecimento de Deus, de Sua Palavra e da Igreja que Ele pastoreia!?

III. JESUS LHES REVELA A SUA GLÓRIA v. 13-16 e 18:

Ouvir a Palavra de Deus é conhecer a Glória de Cristo!
A visão que João tem e que o leva ao desmaio, é uma visão da pessoa de Jesus Cristo, o Deus soberano e Todo Poderoso. Como Cristo se apresenta na visão?
a) Vestes talares e ouro.
São vestes sacerdotais e que refletem sua Dignidade.
 Ele ministra às Igrejas.
 Ele intercede pelas Igrejas.

b) Cabelos brancos e olhos de fogo.
 Tiatira - 2.18 = Ao anjo da igreja em Tiatira escreve: Estas coisas diz o Filho de Deus, que tem os olhos como chama de fogo e os pés semelhantes ao bronze polido:.
Uma comparação com Daniel 7.9. Jesus é Deus assim como o Pai é. Ele é onisciente (tem olhos que vêem tudo), enxergando tudo o que acontece com as Igrejas, o que lhe agrada e o que lhe desagrada.
 2.19 = Para Tiatira.
 19.12 = Instrumentos do seu juízo e de sua conquista.



c) Pés de bronze polido e voz de muitas águas.
 Tiatira 2.18 = Ao anjo da igreja em Tiatira escreve: Estas coisas diz o Filho de Deus, que tem os olhos como chama de fogo e os pés semelhantes ao bronze polido:
Duas expressões de sua força e poder.

d) – Na mão direita as estrelas (Sardes - 3.1).
- Na boca a espada (Pérgamo – 2.12).
 A espada é a palavra de Deus (Ef 6.17).
 A espada corta profundamente (Hb 4.12).
 A espada fere as nações impenitentes (19.15) = Sai da sua boca uma espada afiada, para com ela ferir as nações; e ele mesmo as regerá com cetro de ferro e, pessoalmente, pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso.

- No rosto, o brilho do sol.
 A glória do Cristo exaltado. Aquele que vem com as nuvens.

e) Esteve morto e agora vive.
 Esmirna – 2.8 = Ao anjo da igreja em Esmirna escreve: Estas coisas diz o primeiro e o último, que esteve morto e tornou a viver:
É aquele que carrega a vitória como selo.

f) Tem as chaves da morte e do inferno.
 Filadélfia - 3.7 = Ao anjo da igreja em Filadélfia escreve: Estas coisas diz o santo, o verdadeiro, aquele que tem a chave de Davi, que abre, e ninguém fechará, e que fecha, e ninguém abrirá:
 Ele pode reverter a morte em vida. A salvação e a ressurreição.
 Ele pode condenar ao inferno.

Conclusão:
Ao ver Jesus na sua glória, João cai aos seus pés como um morto (desmaia).
Adorar a Deus é algo muito sério e perigoso. Quem pode permanecer diante deste Deus santo? (I Sm 6). Ele é três vezes santo (Is 6).
“Porém, Ele pôs sobre mim a mão direita” (v.17).
Jesus levantou o seu obreiro, Ele quer se revelar a você e te levantar também.
Eu ouço de pessoas que estão caindo todos os dias em igrejas por aí, mas não como João, mas para se assegurarem de que tiveram uma experiência prazerosa com Deus. Honestamente não posso concordar que esses tombos sejam como o de João ou o de Isaías e o de Daniel.
Mas eu vejo muitos que já vêm para as igrejas caídos (devido a enormidade de seus problemas e por eles dominados) porque a proximidade de Jesus faz com caiam em sua presença e são levantados por meio da conversão que Cristo realiza neles.
Jesus levanta o seu profeta para que ele fale às Igrejas a Sua mensagem, o Evangelho. Pois o dia está próximo e as pessoas precisam se converter dos seus maus caminhos!!!
Agora é a sua vez de escutar, arrepender-se e ouvir o que Cristo tem a te dizer.
Amém...

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...