O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Apocalipse 1.1-8 = Revelação da Soberania do Senhor Jesus Cristo



Apocalipse 1.1-8

Introdução:
Tolerância é a palavra chave para explicar e entender essa virada de mais um milênio. Contudo não é uma explicação nova não. A época do Apocalipse também era uma época de tolerância.
As conquistas do Império Romano haviam estabelecido a Pax Romana, em que o Império respeitava todo e qualquer culto, desde que houvesse espaço para mais um, o culto ao Imperador (Domiciano na época de João).
O grande desafio da Igreja daquela época era manter e proclamar a exclusividade do Senhorio de Jesus Cristo diante da permissividade religiosa e moral de seu tempo.
É fácil concluir, portanto, que não é diferente em nosso tempo.
Por isso eu sei também que certamente nos identificaremos com as sete Igrejas da Ásia. Mas qual será o tipo de relação que poderemos estabelecer entre elas e nós ?
 Será uma relação de aprovação?
 Será uma relação de reprovação?
 Minha expectativa é seja uma relação de reflexão que produza temor renovado e obediência.

Proposição:
Quero abrir essas exposições de Apocalipse, pisando nos mesmos passos de João, reafirmando a Exclusividade do Senhorio de Jesus Cristo como a fonte de consolo, esperança e segurança para a Sua Igreja. Mais que um livro de assombros, Apocalipse é a revelação da soberania de Jesus Cristo sobre toda a história da humanidade.

I. APOCALIPSE É UMA REVELAÇÃO CONSOLADORA v. 1-3;

Apocalipse não é um livro sinistro, povoado de dragões, bestas e anjos em guerra lá pelo tempo do fim, mas é uma mensagem de fortalecimento e bem-aventurança para aquele que conhece a salvação realizada por Jesus Cristo na Cruz e aguarda a sua gloriosa volta prometida.
Os versos 1-3 expõem claramente o propósito do livro:

1. Mostrar as coisas que em breve devem acontecer.
João fala em “perspectiva profética”. O futuro que pode ser ou não distante é
trazido para perto, como um eco daquilo que está acontecendo ou está prestes a acontecer. A frase é emprestada de Dn 2.28, quando Daniel revela o sonho do rei Nabucodonosor.
A Igreja não conhece e nem domina o futuro. Essa ênfase renovada de calcular as datas da volta de Cristo não é algo que domina a mente dos apóstolos, porque sabiam que os tempos e as épocas pertencem à exclusiva autoridade de Deus (At 1.7) e que também eles deveriam vigiar justamente porque não sabiam os tempos e as épocas.

2. Animar e abençoar quem lê, ouve e guarda as suas palavras.
Há uma promessa clara. As palavras reveladas de Jesus Cristo não trariam medo ou confusão, mas bem-aventurança. Elas não são apenas revelações para o futuro, mas segurança e esperança já no presente.
Quem guarda a Palavra que é lida publicamente no culto se expõe à benção de Deus, quem se recusa a comparecer para ouvir, perde no mínimo a benção de Deus.
 Lc11.28: “Bem-aventurados são os que ouvem a Palavra e a guardam”.
Há sete Bem-aventuranças no livro de Apocalipse:
a. 1.3 – Para aqueles que lêem, ouvem e guardam a Palavra.
b. 14.13 – Para aqueles que morrem no Senhor. “As suas obras os acompanham”.
c. 16.15 – Para aquele que vigia e guarda as suas vestes.
d. 19.9 – Para aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro.
e. 20.6 – Para aquele que tem parte na primeira ressurreição.
f. 22.7 – Para aquele que guarda as palavras da profecia desse livro.
g. 22.14 – Para aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro.

3. Anunciar que o fim está próximo.
A esperança cristã não muda com a mudança dos tempos, dos séculos e dos milênios. O tempo está próximo. Esta frase tem por objetivo levar os ouvintes e leitores ao arrependimento.
 Mt 3.2 – “Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus”.
 Mc 1.15 – “O tempo está cumprido, e o Reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no Evangelho”.
 At 2. 38 – “Arrependei-vos e cada um seja batizado”.

II. APOCALIPSE É UMA REVELAÇÃO DO SENHOR JESUS CRISTO v.4-8:

Apocalipse proclama o Senhorio de Jesus Cristo, que independente e superior a César e a qualquer outra pessoa ou “coisa” que possa querer se levantar entre nós e Cristo desejando tomar o seu lugar.
Quem é o Cristo que se revela no Apocalipse?

1. Ele é a Fiel Testemunha v.5.
 Laodicéia – 3.14.
Ele vê todas as coisas e o que Ele vê, relata com precisão. Ele atesta a Sua Palavra revelada a João e aos outros escritores da Bíblia. Ele atesta a Sua obra de redenção levantando diante dos nossos olhos os sinais dos cravos em suas mãos e pés, bem como o furo da lança em seu lado. Ele não quer que sejamos incrédulos, mas crentes!!!

2. Ele é o Primogênito dos mortos v.5:
 Esmirna – 2.8 (o que esteve morto e tornou a viver).
Ele é a primícia da ressurreição (I Co 15.20). É por causa da sua ressurreição que aguardamos a nossa (Sl 16.10). É sua ressurreição que nos dá a coragem de não fugir ao compromisso do testemunho diante dos homens, pois assim como a morte injusta não o pôde reter, também não poderá nos reter longe dele por muito tempo, aleluia!!!

3. Ele é o Soberano dos reis da terra v.5:
Nada foge ao seu controle soberano. Nada sucede a nós sem que antes seja autorizado por Ele. Tudo está em suas mãos, e nossos olhos estão fitos nela para a nossa providência e segurança. Os reis da terra podem exigir adoração (Domiciano exigia ser aclamado “Senhor e Deus”), mas o cristão só se curva ante a face do Deus verdadeiro de toda a terra!!!

4. Ele é Aquele que nos ama v.5:
É um amor presente e constante, que não acaba nunca. Ele nos ama constantemente e eternamente. Amor que consiste no amor primeiro de Deus por nós (I Jo 4.10); gracioso, de preço inigualável, que trouxe Jesus cristo à Cruz!!!

5. Ele é Aquele que nos libertou dos nossos pecados pelo seu sangue v.5:
 Esmirna - 2.8.
Uma versão inglesa mais antiga traduz: “Ele nos lavou dos nossos pecados”.
O seu sangue nos trouxe para perto de Deus (Ef 2.13). Ele nos tirou da lama, e agora tira a lama de nós!!! A salvação é uma obra concretizada, consumada na Cruz! O Amor de Deus é provado na morte de Cristo na Cruz por nós (Rm 5.8). Ele nos libertou definitivamente do império das trevas e nos transportou para o lugar seguro do reino do Filho do seu amor (Cl 1.13)

6. Ele é Aquele que nos constituiu reino e sacerdotes para o seu Deus v.5:
Ele nos deu uma nova identidade, que é redimida, lavada, restaurada para a glória de Deus, que pertence ao seu domínio, que constituiu de uma identidade ministradora, que vive para os outros e não mais em-si-mesmada nos seus ideais de perdição. Somos reino porque Deus reina sobre nós, e porque reinaremos com Ele por toda a eternidade!!! Aleluia! Somos sacerdotes porque ministramos uns aos outros por meio de Cristo que é o único mediador. Porque participamos de seu sofrimento pelas nações por meio da intercessão e da pregação do Evangelho!
Vivemos para Deus.
Vivemos para o nosso Pai.

7. Ele é Aquele que vem com as nuvens v.7:
 Laodicéia – 3.14 (O Amém).
Mateus 24.30 nos que Ele virá entre as nuvens com poder e muita glória.
Quatro fatos incontestáveis estarão ligados à sua volta:
 Todo olho o verá.
Ninguém será privado da manifestação de sua glória.
 Até os que o transpassaram.
A ressurreição trará à vida todas as pessoas de todas as épocas e de todos os lugares. Judas e os sacerdotes de sua época (Anás e Caifás) estarão lá. Pilatos estará lá olhando para as mãos que ele lavou. Domiciano e Diocleciano estarão lá, empunhando suas espadas que sujaram com o sangue de cristãos inocentes. Todos os Papas que se declararam Vigários de Cristo, que declararam dogmas falsos, e depois se curvavam diante de uma imagem de qualquer santo que seja estarão lá. Os Beatles, que se diziam mais famosos que Jesus Cristo estarão lá. O Rev. Moon, o “senhor do segundo advento, que disse ter mais poder que Jesus, porque sofreu três anos preso numa cadeia da Coréia estará lá. Você e eu estaremos lá e nossos olhos testemunharão um acontecimento único, muito maior que a passagem do cometa Halley ou um eclipse total do sol. O Rei Jesus estará retornando e todos, sem exceção, se curvarão diante do Rei e declararão, por alegria ou por derrota:
Jesus Cristo é o Senhor!!!
 Todas as tribos da terra se lamentarão sobre Ele.
Não porque se arrependerão de sua rejeição a Cristo. Mas porque sua atitude não terá mais retorno e o juízo de Deus será derramado sobre eles definitivamente. Rejeitaram a graça de Deus que lhes fora anunciada gratuitamente no Evangelho, agora se fechou a porta, e Deus cobrará deles a sua justiça.
 Certamente, Amém.
“Com absoluta certeza, assim será”. Quem duvidar pagará o preço de sua incredulidade. Quem crer, colherá os frutos de sua fé.

8. Ele é o Alfa e o Ômega v.8:
 Esmirna – 2.8 ( O primeiro e o último).
A primeira e a última letra do alfabeto grego. Tudo está entre as suas mãos.
As conchas de suas mãos abarcam todas as coisas e as controla.
 Aquele que é. O presente é constante para Ele. O tempo não pode limitá-lo como nos limita.
 Aquele que era. Ele está presente em toda a história, pois a dirige a um desfeche que Ele mesmo programou, preparou e vem realizando sistematicamente por toda a história do homem na terra.
 Aquele que há de vir. Nós nos encontraremos com ele. Poderemos nos alegrar com isso (Jo 16.22) ou nos afastar envergonhados na sua vinda (I Jo 2.28). Mas Ele está vindo. Ele há de vir!!!

9. Ele é o Todo Poderoso v.8:
Ele é o governador de tudo! Tudo está sob o seu controle!
Ele é o Pantokrator – O Pantokrator!

Conclusão:
Apocalipse é para nós:
1¬º. Um convite à adoração e louvor a Cristo v.5.
É o livro mais cheio de cânticos da Bíblia depois dos Salmos. O v.5 é somente o primeiro deles. A cada evento da revelação vitoriosa de Cristo há um cântico de louvor e adoração ao Seu nome. Somos convocados a aprendê-los para cantarmos para a glória de Cristo, no presente em nossos cultos e na eternidade com ele.

2º Um convite ao temor v.6,7.
“Certamente, amém”. “A Ele seja a glória pelos séculos dos séculos. Amém”.
Será que você não teme por sua vida e de seus familiares? Será que não fará nada a respeito? Será que você não vai se aproximar de Deus por meio de Cristo enquanto há tempo e reconciliar-se com Ele pedindo perdão pelos seus muitos pecados para não ser tomado pelos acontecimentos daquele dia!? Apocalipse é um convite para que o temor de Deus entre definitivamente em seu coração e te livre da perdição eterna e te dê a paz eterna com Deus e a vida!

3º Um convite à Esperança v.4,8.
Quando tudo acabar eu verei o Rei. Os mansos por fim herdarão a terra e se deleitarão em abundância de paz.
Eu não sei quanto a você, mas eu quero estar lá. Eu quero ver Jesus e estar com Ele onde Ele estiver, para sempre. Eu sei que o verei, e que a minha tristeza será tirada de vez e a sua alegria em mim reinará para sempre. Amém.


Até que um Dia.

Sei que algum dia terei de partir ,
E essa alegria vai Ter que acabar.
Mas alegria maior que a daqui,
Tenho certeza, Jesus vai me dar.

E com Ele, então vou viver,
E um cântico novo cantar.
Lá esperarei por você,
Até que um dia...
Você venha com a gente morar.
E as tristezas da vida esquecer,.
E em nosso jardim reinará...
Alegria, alegria,
Alegria...

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...