O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

sábado, 8 de dezembro de 2018

Lucas 1.5-25 = Ele se Lembrou de Nós



Pastoral:         Ele Se Lembrou de Nós (Lucas 1.5-25)


          Lucas nos apresenta a perfeição da encarnação de Cristo. Ele é o Deus-homem que andou entre nós. Este é o tema central do Natal Bíblico. Há duas perguntas iniciais que precisamos responder: Por que somente Lucas narra os acontecimentos da infância de Cristo? Qual a importância de sabermos como foi o nascimento de Cristo?

1º- A fé cristã é histórica. A introdução do evangelho mostra que ele pesquisou e se preocupou em escrever um relato abalizado. Deus prova o seu amor por nós pelo “fato” de ter Cristo morrido por nós na cruz (Rm 5.8). No Natal não comemoramos uma lenda ou uma saga, mas os fatos históricos acontecidos realmente.

2º- As promessas de Deus se cumprem.  A forma como Lucas escreve a história indica que os eventos da anunciação, nascimento e da infância são cumprimentos das promessas do Antigo Testamento, e que, portanto, fazem parte da ação contínua de Deus na história, conduzindo-a para o desfecho final projetado por ele mesmo.

           Deus se Lembrou (v.5-7). Lucas descreve como foi o nascimento de João Batista, para nos dizer que deus se lembrou de nós. Deus sempre prepara o encontro. Ele conduz as circunstâncias, o local e o motivo. Deus é fiel às suas promessas, deixando claro sempre que ele as cumprirá apesar de nós, mas sempre a favor de nós.

Deus transforma Receio e em regozijo (v.8-17). O evangelho introduz uma nova forma de ver, entender, interpretar e agir na vida. Esperança e fé, que vencem o medo e a incredulidade. A fé cristã não é uma prisão que aliena, mas uma descoberta que liberta, especialmente da escravidão da maioria, da moda, do sucesso, para uma vida mais consciente no meio dos outros. Prazeres particulares são vistos como bênçãos de Deus e não como conquistas pessoais.

Deus nos chama à fé (v. 18-22). Zacarias deveria ficar mudo, por causa de sua incredulidade inicial, mas sua alegria não caberia em si! As bênçãos de Deus são a contemplação do seu amor por nós.

Por isso: Vivendo tempos difíceis, devemos perseverar na fé e na piedade. Vivendo tempos difíceis, não devemos nos entregar ao receio e à incredulidade, mas viver convictamente pela fé. Vivendo tempos difíceis, confiar na graça de Deus enche o nosso coração de alegria e comemoração! O Natal é um convite para mudanças e cânticos de louvor. Tempo de magnificá-lo como fez Maria (Magnificat). Tempo de bendizê-lo como fez Zacarias (Benedictus). Tempo de Esperança, pois a salvação já veio, e o seu cumprimento final está a seguir! (Simeão – Nunc Dimits – despede agora). Tempo de ação de graças por causa da nossa redenção (Ana).


Com amor, Pr. Helio.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...