O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Atos 21 = Faça-se a Vontade do Senhor!


®   Atos 21: Faça-se a Vontade do Senhor!

Paulo deseja ir a Jerusalém e de cidade em cidade é avisado do perigo de seu intento. A ação do Espírito Santo não era para impedi-lo, mas para alertá-lo a fim de que se preparasse (v.4 e 11). Paulo estava consciente disso.

Ele não foi para Antioquia como das outras vezes, mas para Jerusalém. Todas as precauções tomadas não foram suficientes para impedir o alvoroço que eclodiu em torno dele. Todos que são piedosos e sérios na sua fé enfrentarão polêmicas em seu ministério. Existem embates que podem e devem ser evitados, mas também existem outros que não podem e não devem ser evitados. Não é possível para a igreja chegar à maturidade se não enfrentar efetivamente e eficazmente suas polêmicas internas. Não podemos viver ajeitando as coisas e pondo panos quentes sobre assuntos desagradáveis.

Por isso a vontade de Deus e como respondemos a ela deve ser o referencial de nossa conduta quanto a situações inadiáveis na vida eclesiástica. Assim como Paulo estava consciente do perigo, também estava igualmente pronto para enfrentá-lo e suportá-lo. Sua consciência estava tranquila na presença de Deus (v.13).

Quando os problemas surgem precisamos escolher nossa própria postura, e precisamos estar certos de que não serão baseadas em suposições ou pura presunção (v.29). Embora, nem sempre a agitação seja baseada em falsidades, não se pode negar que muitas vezes é. Agitadores não primam pela verdade, mas por conveniências sociais ou pela quebra da ordem. Sua intenção sempre gravita em torno da imposição. Ainda que aparente zelo pela verdade, o que se vê é somente agitação.

Justiça e como praticá-la é algo difícil de fazer, especialmente em meio a polêmicas que envolvem interesses e tradições. Dizer a verdade em dias como os nossos pode nos angariar reprovação e até mesmo perseguição. As pessoas escolhem uma ideologia para seguir mais que a verdade de Deus, por isso seu discurso é comprometido com a secularidade e o que esta aprova, poucas vezes deixando evidente a lucidez que se espera de quem proclama conhecer a Palavra de Deus!

Os judeus abraçaram uma religião ideologizada que sufocava a verdade da Palavra de Deus. Temos de cuidar para a nossa religiosidade não andar nesse caminho também. A vontade de Deus é a nossa santificação (1 Ts 4.8) de modo que tudo que nos afasta disso e nos aproxima da mundanidade nunca será a vontade de Deus para nós.

Paulo enfrentou um turbilhão de problemas em Jerusalém. Procurou agir com cautela e sem provocações. Tudo isso porque queria cumprir a vontade de Deus. Mesmo assim só encontrou tumulto, agitação e incompreensão. É difícil ver a vontade de Deus em tudo, mas ela se manifestou em cada momento, cada passo e em cada ação. Apesar de toda agitação e empurra-empurra, Deus protegeu o seu servo e sua vontade foi feita.

                                                                                                Com amor, Pr. Helio.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...