O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

sábado, 27 de agosto de 2016

Como Sinto Sua Falta, Mãe!



Hélio de Oliveira Silva = 27/08/2016
Como Sinto Sua Falta, Mãe!

Hoje faz um ano que a abracei pela última vez...
Mesmo sentindo dor e desconforto
Recebeu meu abraço
Acolheu o meu beijo agradecida.

Eu não sabia que aquele abraço seria o último;
Que não teria mais outro.
E por isso sinto tanta saudade daquele abraço...
Eu me acostumei com eles
Desde pequenininho.
Qual a mãe que não gosta de abraços?
E ela recebia muitos, ´
Porque seus filhos eram muitos
E mesmo quando cresceram e foram morar
Em outro lugar.
Agosto era um mês de muitos abraços
Lá em casa.

Eu não queria que aquele abraço fosse ó último
Mas essa escolha não foi minha.
Quem sabe eu a tivesse abraçado melhor
E lhe presenteado com meu melhor sorriso.
Mas foi só aquele, não teve outro;
E foi o último.

Como não chorei naquele dia
Quando a vi pela última vez
Alguém possa pensar que meu coração é de ferro;
Ou seco feito pedra.
Mas não é verdade.
Sinto saudade, muita saudade.
Não só dos abraços,
Mas dos conselhos e do exemplo.
Do olhar, do sorriso.
E, principalmente;
Daquela força franzina;
Descomunal até;
No seu jeito de nos empurrar para frente!
Como sinto sua falta, mãe!

Aquele abraço foi o último
Mas foi o último só aqui;
Quando nos encontrarmos outra vez
Começaremos tudo de novo
Mas de um jeito diferente:
Sem dor, sem lágrimas,
Sem saudade...



Um comentário:

Anônimo disse...

Uma mãe especial de um filho tão especial. Tantos abraços houveram e ainda a oportunidade de um ultimo. Que privilégio pastor! que Deus conforte seu coração!Grande abraço, Eunice.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...