O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

quarta-feira, 27 de maio de 2015

O Presbitério de Goiânia - 50 Anos

Templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia - Cerca de 1959.

O Presbitério de Goiânia – 50 anos.

Em 1957 o Conselho Inter-Presbiteriano criou o Presbitério de Goiás, ligado ao Sínodo Oeste do Brasil. O Presbitério de Goiás se desdobrou em 1962 formando os Presbitérios Sudoeste de Goiás e o de Brasília; este último com nove ministros, dentre eles, o Rev. Luiz Rodrigues, pastor da PIPG e o Rev. Aristeu de Oliveira Pires, pastor da Igreja de Anápolis. Este Presbitério era composto pelas igrejas Pioneira, Nacional e Taguatinga no Distrito Federal; e, Goiânia, Vila Operária (2ª Igreja), Piracanjuba e Anápolis; em Goiás.

Em 06/01/1965 o presbitério de Brasília, já jurisdicionado ao Sínodo Brasil central, desdobrou-se novamente formando o PGNA (Presbitério de Goiânia). A reunião aconteceu no templo da Primeira igreja, quando foi eleita sua primeira Comissão Executiva. Os membros do PGNA em sua organização eram: Pastores: Augusto José de Araújo (presidente), Aristeu de Oliveira Pires (vice-presidente), Luiz Rodrigues (secretário executivo), Sebastião Tillmann (1º Secretário), Álvaro de Almeida Campos (2º secretário), Ângelo Scarel (Avô de nossas irmãs Chrissia e Christiane Scarel), Amador Alves de Meneses e Domiciano de Macedo. Presbíteros. José Arantes Costa (tesoureiro), Ulisses Borges de Oliveira, Dalvan Rodovalho e Manuel Alves de Sousa. Seu Estatuto foi publicado no Diário Oficial em 25/03 e novamente em 09/04/1965. Nessa época, a jurisdição do PGNA cobria todo o território que ia de Caldas Novas a Araguaína, no atual estado do Tocantins.

A fundação do PGNA aconteceu num momento crucial do trabalho missionário da IPB na região central do Brasil. O ano de 1964 foi o canto do cisne das Missões Americanas no Brasil quando atingiu o maior número de missionários residentes no nosso país com 243 pessoas servindo em diferentes funções. Apesar disso, nesse ano, as Missões Norte, Leste e Oeste, da PCUS, deixaram de existir, voltando denominar-se apenas Missão do Brasil; e a Missão Brasil Central, da PCUSA, que atuava principalmente no sul de Goiás e em Brasília, estava sendo pressionada a retirar-se do Brasil.

O PGNA foi desdobrado em 1977 para formar o Presbitério de Anápolis (PANA); dele nasceu o Presbitério Oeste de Goiânia (POSG) em 1980 e o Presbitério Leste de Goiânia (PLGN) em dezembro de 1998.

Atualmente o PGNA é composto por 15 igrejas organizadas, 9 congregações e 3 pontos de pregação. O PGNA jurisdiciona as seguintes igrejas: Primeira Igreja de Goiânia, Jaó, Bueno, Universitário, Setor Pedro Ludovico, Beréia, Jardim Goiás, Balneário Meia Ponte, Capela Presbiteriana de Goiânia, Mosaico, Primeira Igreja de Senador Canedo, Cidade Livre, Parque Real, Pontalina e Cromínia. Em sua última reunião Extraordinária decidiu-se apresentar ao Sínodo Brasil Central (SBC) o pedido de desdobramento PGNA mais uma vez.

Somos gratos a Deus pelo Jubileu de Ouro do PGNA, rogando ao Senhor que sua trajetória missionária continue frutífera pelo trabalho de nossas mãos e para a glória de Deus. Com amor, Pr. Hélio.

-------------------------

Fontes: Uma Igreja Peregrina, Alderi S. Matos, ECC, p. 40,51,51. Ata de Fundação e cópia do Diário Oficial – Arquivo do PGNA.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...