O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

sábado, 7 de março de 2015

Nota Biográfica Sobre Abraham Kuyper

Nota Biográfica Sobre Abraham Kuyper.

Abraham Kuyper, nasceu em Maassluis29/10/1837 e morreu em Haia8/11/1920. Foi um pastor, político, jornalista, estadista e teólogo holandês. Ele fundou o Partido Anti-Revolucionário e foi Primeiro-Ministro dos Países Baixos entre 1901 e 1905.
Kuyper foi educado em casa por seu pai, Jan Frederik Kuyper, que foi ministro da Igreja Reformada Holandesa.    
Não teve educação formal primária, mas recebeu o ensino secundário no ginásio de Leiden.
Em 1855 terminou o ensino secundário e começou a  estudar literaturafilosofia e teologia na Universidade de Leiden. Ele recebeu seu propedeuse na literatura em 1857, summa cum laude, e em Filosofia em 1858, Ele também teve aulas de árabearmênio e física.

Em 1862 recebeu o grau de doutor em Teologia na base de uma dissertação comparativa entre o trabalho reformador de João de Lasco e João Calvino, posicionando-se teologicamente entre os modernistas de seu tempo. 

Em 1863, aceitou um convite para se tornar ministro da Igreja Reformada Holandesa da cidade de Beesd. No mesmo ano, casou-se com Johanna Hendrika Schaay (1842-1899). Eles tiveram cinco filhos e três filhas.

Seu retorno à ortodoxia se deu por meio de três fatores: Sua pesquisa sobre a vida do reformador polonês João de Lasco; a leitura da novela britânica “O Herdeiro de Redcliffe” escrito por CharlotteYonge e a vida piedosa da Igreja Reformada de Beesd.
Um testemunho marcante nesse retorno foi a fé reformada simples de Pietje Balthus, a esposa de um fazendeiro. Ele começou a opor-se à centralização na igreja, ao papel do rei e a defender a separação de igreja e estado.

Em 1867 Kuyper foi convidado para ser ministro da paróquia em Utrecht e ele deixou Beesd.

Em 1870 foi convidado a pastorear em Amsterdã, a capital holandesa.

Em 1871 começou a escrever para o "De Heraut" ("O arauto"). Em 1872, fundou seu próprio jornal "De Standaard" ("o padrão").

Em 1874 foi eleito para o parlamento pelo recém formado Partido Antirrevolucionário, o primeiro partido político moderno da Holanda. A partir de 1876, tornou-se o seu principal lider.

Em 1880 fundou a Universidade Livre de Amsterdã. Edificada sobre o fundamento de que as Escrituras devem orientar todas as áreas do saber humano e cristão.

Em 1886 liderou o cisma que deu origem à Igreja Independne Reformada.

Em 1898 visitou os EUA, quando proferiu as “Palestras Stone” sobre o Calvinismo no seminário de Princeton. Essas palestras visavam mostrar que a abrangência do Calvinismo ultrapassava o que é proposto pelos Cinco Pontos do Calvinismo nos Cânones de Dort, pois estes tratam apenas da soteriologia Calvinista.

De 1900 a 1904 foi primeiro ministro da Holanda no reinado da rainha Wilhelmina. A partir de 1908 militou como delegado na Segunda Câmara do Parlamento Holandês.

Legado:
Suas maiores contribuições teológcas estão no campo da doutrina da graça comum e da importância do Reino de Deus no pensamento cristão.
No campo da política defendeu a teoria da soberania sobre esferas diferentes, uma tentativa de justificar o pluralismo e limitar o poder do Estado. Consciente dos perigos do totalitarismo chamava a atenção para o fato de que interesses comerciais podem oprimir os pobres tanto quanto interesses governamentais. Para ele a função do Estado é preservar na sociedade a justiça divina.
Publicou mais de 200 obras sobre teologia, filosofia, política, artes e questões sociais. Sua obra devocional mais importante é “Para Estar Perto de Deus”, onde defende que um teólogo profundo pode ser um cristão afetuoso. Suas obras traduzidas para o português são: Calvinismo e A Obra do Espírito Santo.

O que podemos aprender com Abraam Kuyper?

1. O caminho de volta do erro doutrinário tem três elementos:
     (1) A história de personagens fiéis da Igreja 
     (2) Leituras que testemunham e estimulam a vida correta no Evangelho. 
  (3) O testemunho pessoal simples e desinteressado encontrado na convivência com pessoas piedosas.

2. É possível e desejável ter conhecimento profundo das doutrinas bíblicas e ser um cristão afetuoso, amável e piedoso.

3. Servir a Deus é uma tarefa para a vida toda e não apenas para os nossos melhores anos. Quem se aproxima de Deus, andará na sombra Dele e sempre saberá disso!

4. Nosso legado não é somente o que escrevemos ou fazemos, mas é o que nós somos.
_____________________
Bibliografia: Prefácio de Calvinismo, ECC, p. 9-15; I. Hexham  – Abraham Kuyper; Enciclopédia Histórico-Teológica da Igreja Cristã, vol. 2, Vida Nova, p. 406,407. Abraham Kuyper, Wikipédia;


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...