O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

sexta-feira, 28 de março de 2014

13 = 1 Timóteo 5.17-25 - Como Devem Ser Tratados os Presbíteros da Igreja


----------------------------------------------------------------------------------------------------
Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia-GO
Grupo de Estudo do Centro – Agosto a Dezembro/2013
Liderança: Pr. Hélio O. Silva e Sem. Adair Batista.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
13 = 1 Timóteo 5.17-25 – Como Devem Ser Tratados 
os Presbíteros. 20/11/2013.
A Mensagem de1 Timóteo – A Vida na Igreja Local – John R. W. Stott, ABU, p.137-144.
------------------------------------------------------------------------------------------------------

Introdução:
Paulo instrui Timóteo sobre como devem ser tratados os presbíteros em três áreas: Remuneração, disciplina e consagração:

   1.     Apreciação (v.17,18).
a)    Dignos de dupla honra.
Os bons presbíteros são dignos tanto de respeito quanto de remuneração.

b)    “Especialmente”.
O verso 17 é a base da distinção as igrejas reformadas entre “presbíteros docentes” e “presbíteros regentes”. No entanto, é preciso reconhecer, que embora útil, essa diferenciação é um tanto artificial. Todavia aponta para o fato de que, já no tempo de Paulo uma dedicação mais especifica ao ministério da palavra por parte de alguns presbíteros já acontecia.
A ênfase de Paulo está no fato de que a pregação e o ensino não são tarefas fáceis e nem simples.
Um bom trabalho tem de ser apreciado e uma boa forma de fazê-lo é remunerando dignamente os pastores fiéis e dedicados à palavra.

   2.     Justiça (v.19,20).
   a)    Quando um presbítero for acusado de alguma coisa.
   ®   A acusação contra um presbítero só pode ser aceita se apoiada por duas ou três testemunhas no mínimo.
   ®   Esse número básico não é para que uma acusação seja levada adiante, mas pra que ela seja aceita.
   ®   Os inimigos do evangelho se vingam muitas vezes nos pastores. Uma campanha baseada em boatos pode arruinar o ministério de um homem fiel.

   b)    Quando um presbítero for culpado de algum delito.
   ®   Devem ser repreendidos publicamente os que vivem no pecado.
   ®   O objetivo da repreensão pública é produzir temor na igreja.
   ®   Uma regra segura é tratar em particular os pecados que não são públicos. Não é correto nem necessário tornar público o que é privado antes de se esgotar todas as possibilidades de resolução do caso.
   ®   O líderes não podem dar atenção a acusações frívolas, mas também não devem deixar de levar a sério as situações de problemas graves. Na área da disciplina precisamos ser escrupulosamente justos.
   
   3.     Imparcialidade (v.21)
a)    Nada feito com parcialidade.
Ser parcial é agir por pré-julgamento.

b)    Nada feito com favoritismo.
O favoritismo é um dos principais pecados da liderança que denigrem a confiança o rebanho.

   4.     Cautela (v.22,23)

   a)    Não impor precipitadamente as mãos sobre alguém.
A imposição de mãos tanto destaca quanto comissiona as pessoas por quem oramos. A imposição aludida aqui é a imposição para ordenação ministerial e não a imposição sobre enfermos.

   b)    Uma referência à ordenação ministerial.
A melhor maneira de evitar escândalos no ministério é zelar diligentemente pelos aprovados para a ordenação.

5) Discernimento.
   a)    As pessoas nem sempre se revelam de imediato.
   ®   É preciso tempo para avaliações mais precisas.
   ®   Quem tem uma personalidade atraente geralmente esconde fraquezas.
   ®   Quem apresenta dificuldades aparentes, têm pontos fortes escondidos.

Aplicações:

   1.     Sempre que esses princípios forem observados, erros serão evitados.

   2. Embora a igreja não remunere hoje os seus presbíteros regentes (presbiterianos) isso não diminui o fato de que tantos os pastores (presbiteros docentes) quantos os presbiteros regentes sejam dignos de honra por parte da igreja. Paulo fala de tratá-los com amor em máxima consideração em 1 Tessalonicenses 5.12,13.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...