O Bom pastor e seus comentários

O Bom pastor e seus comentários

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

09 = 1 Timóteo 3.14-16 - A Natureza da Igreja.


---------------------------------------------------------------------------------------------------------


 Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia-GO
09 = 1 Timóteo 3.14-16 – A Natureza da Igreja.           16/10/2013.
Grupo de Estudo do Centro – Agosto a Dezembro/2013
Liderança: Pr. Hélio O. Silva e Sem. Adair Batista.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Mensagem de1 Timóteo – A Vida na Igreja Local – John R. W. Stott, ABU, p.102-108.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
Introdução:
         A natureza do ministério cristão é determinada pela natureza da igreja, e por ser a igreja quem é, existe um comportamento apropriado a ela que não pode ser nem ignorado, nem corrompido pelo pecado.
Paulo usa três expressões para descrever a igreja nessa conclusão do parágrafo sobre a liderança:

1.     A Casa/Família de Deus.
A palavra oikos pode significar tanto casa, quanto família. Esse é o sentido nos versos 4, 5 e 12. Enfatiza que, como filhos de Deus, temos uma mesma dignidade perante Deus independentemente de idade, raça ou cultura e sexo. Também significa que, como irmãos em Cristo, somos chamados a amar uns aos outros com profundidade.

2.     A Igreja do Deus Vivo.
O centro da expressão está em a quem pertence a igreja e de que o dono da igreja é o Deus vivo. Ele não pode ser engaiolado num templo, mas está presente no meio de seu povo (Js 3.10; Dt 6.15). A riqueza da vida comunitária da igreja em diversidade e unidade está no conhecimento de sua presença santa em nós. O culto é para ele, a pregação vem dele e celebramos a sua presença real por meio do sacramento da ceia.
Ele não é Deus escondido, mas o Deus que se revela com vivacidade (1 Jo 1.5).

3.     A Coluna e Fundamento da Verdade.
O fundamento ou baluarte (hedraiôma) de um prédio é o seu suporte principal, dando-lhe estabilidade. A igreja é responsável por manter a verdade firme diante dos ataques da secularidade.
A coluna (stylos) tem a finalidade de manter firme o teto, mas também de elevá-lo a uma altura que torne o edifício visível à distância. O papel da igreja é ostentar a verdade pela proclamação do evangelho de tal modo a torná-la conhecida do maior número possível de pessoas.
A responsabilidade da igreja perante a verdade é dupla, então; deve sustentá-la com firmeza defendendo-a; e também deve mantê-la bem alto, por meio da proclamação do evangelho. A igreja depende da verdade para a sua existência e a verdade depende da igreja para a sua proclamação.
Qual verdade é essa? É Jesus Cristo.
1.     Essa verdade é um mistério, ou seja, um conjunto de verdades que agora se tornaram conhecidas apenas porque Deus quis revelá-las.
2.     Essa verdade é um mistério da piedade, porque estimula nossa adoração, humildade e reverência diante de Deus.
3.     Essa verdade é inquestionavelmente grande.
4.     Essa verdade tem seu enfoque na pessoa e obra de Jesus Cristo.

Conclusão:
O hino/credo a seguir consiste de três parelhas de versos em que cada uma delas faz uso deliberado de antíteses: Carne e espírito; anjos e nações; o mundo e a glória de Deus.
1ª = Aborda a revelação de Cristo. Ele se manifestou em corpo e foi justificado em espírito; revelando-nos sua natureza divino-humana.
2ª = Refere-se ao testemunho de Cristo, visto por anjos e pregado às nações.
3ª = Como Cristo foi recebido: crido o mundo e elevado em glória.

Aplicações:
1.     Os presbíteros e diáconos servirão na igreja e à igreja à luz da verdade que ela é chamada a confessar.
2.     Um dos caminhos mais seguros para a reforma espiritual é a recuperação da compreensão da identidade da igreja.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...